Mestre Lando chega aos 35 anos de amor e dedicação ao Boxe em Feira.

 

WhatsApp Image 2021-09-22 at 18.59.53.jpeg

Mesmo com a grande mídia evidenciando mais as competições de MMA – dentro do universo das artes marciais e lutas – o Boxe segue com o espaço garantido por conta da boa aceitação do público em Feira de Santana. E um dos responsáveis para manter a modalidade em alta é o professor Roquelando Estrela, ou simplesmente o Mestre Lando como é mais conhecido, que há 35 anos trabalha de forma incansável em prol modalidade, que segue revelando grandes talentos. Ele tem uma bela história e abrilhanta o projeto “Feira de Santana – suas revelações e suas histórias”. 
Mestre Lando é responsável pela formação de diversos atletas, muitos desses que hoje são professores, além de contribuir na propagação da nobre arte com seu brilhante trabalho e história de vida. “São 35 anos de uma história que começou por acaso: quando jovem, praticava capoeira e aí conheci um rapaz chamado Izaltino, que num determinado dia apareceu com um par de luvas. Nem sabia como usar e aí, ele começou me dando umas dicas. Apanhei um bocado, mas acabei tomando gosto pela coisa”, lembra. 
Lando conta que trabalhou ainda como capoteiro e sapateiro, quando adquiriu habilidades que utilizaria mais tarde para confeccionar adereços e materiais utilizados na sua academia, que com muito custo, ele montou contando com a ajuda de amigos e familiares. “Minha mãe tinha um terreno e ela percebendo que eu estava me dedicando para valer em relação ao Boxe me incentivou a começar a construir. Não foi um processo fácil, mas com a ajuda de amigos e da minha família consegui montar o espaço que foi ganhando credibilidade, o respeito e principalmente a aceitação das pessoas. Graças a Deus hoje temos este trabalho que é responsável pela formação de 80% de atletas que hoje são professores de Boxe”, afirma. 
Um exemplo disso é o professor Joanderson Pinheiro (Joba), que coordena o Projeto Vida Ativa, que busca revelar novos talentos para o esporte. “Joba foi meu aluno e hoje tem este projeto muito bacana e importante não só para Feira, mas para a região porque quando acontece aqui o Campeonato Feirense, atletas de diversas cidades participam da competição. Tive oportunidade de trabalhar como árbitro na 20ª edição do Feirense no último final de semana”, disse Lando. 

ESTUDO E ARBITRAGEM 
Roquelando Estrela nunca chegou a lutar profissionalmente, mas mesmo assim buscou aprofundar seus estudos em regras e se tornou um árbitro de Boxe, inclusive com reconhecimento nacional. “Há pouco tempo estive trabalhando em uma competição no Rio de Janeiro e volta e meia sou escalado para competições na Bahia. Parti para este lado primeiro porque precisava conhecer as regras para ensinar aos meus alunos e depois para realmente ter mais esse know-how”, afirma. 
Mesmo com as dificuldades, o professor ressalta o bom momento do Boxe. “Ainda é complicada a questão de patrocínios, mas sinceramente maior do que a adversidade é  a alegria de praticar Boxe, o reconhecimento que a modalidade segue tendo e essas outras lutas ajudam a manter o gosto pelo esporte”, ressalta. 


Por Cristiano Alves com informações de Miro Nascimento

Foto – Joaquim Neto