Home / Últimas Notícias / Maçonaria desenvolve projeto para fiscalizar licitações

Maçonaria desenvolve projeto para fiscalizar licitações

Resultado de imagem para maçonaria capixaba contra a corrupçãoOs chamados “homens de preto”, como são conhecidos os maçons, passarão a vigiar de perto a ação parlamentar dos vereadores e as licitações nas prefeituras do Espírito Santo. É o projeto “Brasil no Prumo”, com a missão de estimular a cidadania e obter o reconhecimento como instrumento efetivo para a construção da cidadania.

 

O projeto nasceu de uma pesquisa realizada nas lojas maçônicas filiadas à GLMES para nortear ações que pudessem realizar gradativamente transformações na sociedade visando a ética na prática e a formação e desenvolvimento da cidadania. A proposta também contou com a adesão imediata do Grande Oriente do Brasil (GOB-ES).

 

Duas frentes de trabalho foram formadas. A Vigilância Parlamentar foi implantada em cinco municípios do interior. Nesta frente de trabalho as lojas realizam a indicação de alguns irmãos que participam das sessões nas câmaras de vereadores, trajados de terno preto e com a missão de anotar e relatar os acontecimentos da câmara e encaminhar tudo para a direção do projeto.

 

De posse deste documento, ele é condensado e discutido pela comissão mista (GLMES e GOBES), tendo o parecer encaminhado para o Grão-Mestre das GLMES e do GOB-ES. A outra frente é a Vigilância das Licitações, que será feita por irmãos acompanhando os processos licitatórios. As Grandes Lojas contam com 10 membros na comissão mista e o Grande Oriente com 4 membros.

Veja Também

Governo estuda acabar com horário de verão, que não economiza energia

                O governo estuda acabar com o horário ...

1 Comentário

  1. muito bom o projeto e que seja implantado na cidade de castelo-es regioes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *