Donati era acusado de cometer três homicídios

Jorge Donati estava a frente da Prefeitura de Conceição da Barra há sete anos e dez meses

 

 

 

 

 

 

O prefeito de Conceição da Barra, Jorge  Duffles Donati,  que Morreu nesta segunda-feira (03) vitima de um infarto,  era acusado por três crimes. No mais emblemático deles, conhecido como o crime na ilha, Cláudia Soneghete Donati, esposa do de Jorge Donati, e a empregada doméstica Mauricéia Rodrigues foram assassinadas por dois homens na Ilha do Frade, em Vitória em janeiro de 2003.

Após investigar o caso, o Ministério Público acusou Donati de ser o mandante do crime, pois estaria desconfiado da fidelidade de Cláudia Soneghete. O processo contra Donati ainda tramita no Tribunal de Justiça do Espírito Santo (TJ-ES).

Já o jardineiro Cristiano dos Santos Rodrigues, jardineiro da mansão onde o crime ocorreu, foi condenado a 38 anos e seis meses de prisão e se encontra detido na Penitenciária Estadual de Vila Velha I.

Donati também é acusado de mandar matar o sindicalista Edson José dos Santos Barcellos, em junho de 2010. O crime teria ocorrido, pois Edson montou um dossiê que listaria supostos crimes de improbidade cometidos por Jorge Donati. Ele chegou a ser condenado a 19 anos de prisão em regime fechado, mas o julgamento foi paralisado a partir do momento em que a desembargadora Heloísa Carielo pediu vistas.

Veja Também

Governo estuda acabar com horário de verão, que não economiza energia

                O governo estuda acabar com o horário ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *