Home / Politica / Nacional interfere e João Coser e Givaldo Vieira terão que compartilhar PT capixaba

Nacional interfere e João Coser e Givaldo Vieira terão que compartilhar PT capixaba

Foto: Dayana Souza/Arquivo ESHOJEAs chapas de João Coser e Givaldo Vieira vão ter que se engolir dentro do Partido dos Trabalhadores no Espírito Santo. Uma determinação da executiva nacional quer colocar fim no racha dentro do PT e nos próximos 15 dias os cargos de maior importância na sigla deverão ser preenchidos igualmente entre as chapas encabeçadas pelas duas lideranças.

A chapa “Pra voltar a sonhar”, encabeçada pelo deputado federal Givaldo Vieira (PT), perdeu para a de Coser – dos 250 delegados que participaram do congresso do partido, Givaldo teve 122 votos.  As eleições aconteceram em maio deste ano.

A presidente do PT Nacional, senadora Gleisi Hoffmann se reuniu com representantes do partido, em Brasília, para buscar uma conciliação. O encontro é o resultado de um recurso impetrado pelo grupo candidato a presidente derrotado.

De acordo com João Coser, nada muda. “Eles estavam se negando a indicar os nove cargos na executiva estadual e dos 23 diretórios. Agora, após esse encontro, o que muda é que vão indicar e tenho a esperança que isso aconteça nos próximos 15 dias. Mas continuo como presidente”.

A nota, diz ainda sobre a desfiliação de quem insistir em se manter na base dos governos de Paulo Hartung e Michel Temer, respectivamente no ES e Brasil.

 

 

Leia a integra abaixo: 

 

 

A Presidência Nacional do PT, ao final de franco e construtivo diálogo com as lideranças e forças políticas do PT do Estado do Espírito Santo, comunica ao Partido a construção de um produtivo acordo para a unidade partidária, que se expressa nos seguintes pontos:

a. O PT do Espírito Santos se referencia nas decisões do 6º Congresso Nacional do PT e de sua etapa estadual para efetivar a oposição aos governos Paulo Hartung e Michel Temer em defesa do povo capixaba e brasileiro, de seus direitos e da democracia;

b. Não sendo compatível a presença de petistas exercendo cargos em comissão no governo do Estado, o PT notificará os filiados e filiadas que ainda permaneçam nessa condição a sua desfiliação caso não solicitem imediata exoneração, tomando as medidas administrativas para tanto;

c. O Diretório Estadual do PT será recomposto unitariamente com a participação de todas as Chapas que se inscreveram no Congresso Estadual, adotando o critério da proporcionalidade qualificada para escolha das funções que cada Chapa terá a cargo na Executiva Estadual.

d. As divergências havidas ao longo deste processo, além de tratadas no foro adequado a ser instalado na próxima reunião do Diretório Nacional, serão com certeza superadas neste amplo esforço de diálogo, possível com a recomposição de nossa Direção Estadual. Essa é a prioridade de todas as lideranças e forças políticas do PT estadual e nacional face aos grandes desafios de nossa luta contra o Golpe, em defesa da democracia, dos direitos da classe trabalhadora e da construção da candidatura Lula à Presidência da República, que precisará de um palanque forte e unitário no Espírito Santo para ser vitoriosa.

A Presidência Nacional do PT agradece a franqueza e a disposição para o entendimento verificada ao longo desse processo, e comemora com o conjunto do Partido os passos dados na data de hoje para a construção da unidade do PT do Espírito Santo.

 

 

 

Brasília, 6 de setembro de 2017

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

por Danieleh Coutinho/eshoje

Veja Também

Lula vira réu em outro processo no mesmo dia em que dispara em pesquisa

Já há uns bons meses que toda notícia positiva que gira em torno de Lula ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *