Home / Policial / Policiais civis são homenageados pela elucidação do assalto ao Convento da Penha

Policiais civis são homenageados pela elucidação do assalto ao Convento da Penha

A Câmara Municipal de Vila Velha concedeu ao delegado de Polícia Civil Marcelo Nolasco de Abreu e a todos os membros de sua equipe uma placa de “Moção de Aplauso” como símbolo do reconhecimento público ao trabalho que os profissionais vêm realizando na cidade, no combate à violência e à criminalidade. A homenagem foi uma iniciativa do vereador Ricardo Chiabai (PPS) e aconteceu na sessão do dia 11 de outubro de 2017.

No momento da homenagem, Chiabai afirmou: “Esta Moção de Aplauso é mais do que justa e merecida, pois graças à diligente atuação da 2ª Delegacia Regional de Vila Velha, a Polícia Civil elucidou rapidamente o caso de roubo e agressão ocorrido meses atrás, no Convento da Penha, onde o Frei Pedro Engels foi covardemente agredido pelos bandidos, durante assalto”.

E o parlamentar completou: “No entanto, como resultado do competente trabalho do Dr. Marcelo Nolasco e de sua equipe, os autores deste crime já foram presos e condenados a uma pena de oito anos de reclusão, em regime fechado”, ressaltou Chiabai, sob aplausos do plenário.

Em agosto deste ano, a Justiça Estadual  condenou os três bandidos que invadiram o  Convento da Penha, na Prainha, em Vila Velha, no dia 13 de fevereiro deste ano, a oito anos de prisão. Francisco Honorato Junior, José Rodrigues Lopes e José Luiz Lemos roubaram R$ 20 mil do local e ainda agrediram o Frei Pedro Engel, de 82 anos.

Durante as investigações, o delegado Marcelo Nolasco e sua equipe descobriram que José Rodrigues trabalhou no setor de serviços gerais do Convento durante dois anos e passou informações privilegiadas para os outros dois assaltantes, facilitando a entrada dos criminosos no local. No dia do crime, Frei Pedro foi agarrado pelas costas com um golpe conhecido como “gravata” e arrastado para uma sala, onde foi torturado pelos bandidos.

Delegado Marcelo Nolasco formaliza elogio a toda equipe

Na homenagem, o delegado Marcelo Nolasco fez questão de destacar todos os integrantes da equipe que participaram das investigações: a delegada titular do 20º Distrito Policial (Delegacia do Centro de Vila Velha), Ana Cecília de Almeida Mangaravite; e os investigadores José Carlos Galon, Divaldo Mathias Junior, Eny Pereira Siqueira, Cláudio Bobbio Filho, Marcelle Barboza Soares e Valesca Alexandra Pagani.

O chefe da 2ª Delegacia Regional (Vila Velha), delegado Marcelo Nolasco, fez ainda elogio formal a toda equipe, por meio de ofício enviado ao superintendente de Polícia Regional Metropolitana, delegado Sérgio Almeida de Mello, no dia 20 de setembro deste ano.

“Por meio do presente, venho ELOGIAR os policiais com atuação direta na investigação que culminou com a elucidação do crime de roubo ao Convento da Penha, fato ocorrido aos 13 de fevereiro próximo passado, conforme relato a seguir:

Na data de 13 de fevereiro de 2017, no epicentro da crise na segurança pública capixaba, o Convento da Penha, maior patrimônio religioso e cultural do estado do Espírito Santo, sofreu um roubo com covarde agressão ao idoso Frei Pedro Engel.

Imediatamente as investigações foram iniciadas em conjunto pela 2ª Delegacia Regional – Vila Velha e o 20º Distrito Policial – Delegacia do Centro de Vila Velha. As investigações culminaram com o indiciamento dos nacionais JOSÉ LUIZ LEMOS, FRANCISCO HONORATO JUNIOR e JOSÉ RODRIGO LOPES na data de 31 de março de 2017, por meio do Inquérito Policial de nº 19/2017 (20º DP).

Na data de 01 de setembro de 2017, pouco mais de seis meses após o cometimento do crime, cada um dos autores foi condenado a oito anos de prisão em regime fechado, resultado da elogiável celeridade da Justiça neste caso e da excelência dos trabalhos desenvolvidos pela Polícia Civil”.

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte/Blog do elimarcortes

Veja Também

Ademir Lúcio Ferreira, responsável pelo sequestro de Tayná já está preso em Vitória

Ademir Lúcio Ferreira, de 55 anos, preso por sequestrar a menina Thayná Andressa de Jesus, ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *