Home / Notícias Geral / Secretaria de Estado da Saúde emite alerta após três óbitos suspeitos de dengue e febre amare

Secretaria de Estado da Saúde emite alerta após três óbitos suspeitos de dengue e febre amare

Atenção, capixabas, o mosquitinho perigoso está de volta. O alerta é da Secretaria de Estado da Saúde, após a ocorrência de três mortes por suspeita de dengue e febre amarela no Espírito Santo num intervalo de sete dias. Segundo um comunicado emitido às prefeituras, “Lembramos que estamos no início do período em que ocorre o aumento de casos de doença febril hemorrágica, e que podemos ter o retorno da circulação do vírus da febre amarela”.

O comunicado diz: “Informamos a ocorrência de três óbitos suspeitos de dengue e febre amarela nos últimos sete dias em nosso estado e com clínica de febre e sangramentos digestivos. Os casos são investigados e, logo que houver conclusão dos resultados laboratoriais, será emitido um novo comunicado. Lembramos que estamos no início do período em que ocorre o aumento de casos de doença febril hemorrágica, e que podemos ter o retorno da circulação do vírus da febre amarela (a nossa cobertura vacinal não está ótima), assim como a recirculação do vírus DEN-2, vírus com grande virulência e potencial para aumentar a gravidade dos casos, o número de internações e a ocorrência de óbitos”.

O Estado quer que todos os setores envolvidos na assistência aos doentes (urgência e emergência), na regulação de vagas, na remoção, setores ligados à notificação e investigação dos casos suspeitos de dengue e febre Amarela, tenham tenção redobrada em casos semelhantes, informando imediatamente à vigilância epidemiológica da Sesa.

Segundo boletim semanal da Sesa, divulgado em 21 de dezembro, de janeiro até a primeira quinzena de dezembro foram registrados no Espírito Santo 11.406 casos de dengue, sendo 288 são casos graves e nove são óbitos confirmados. No mesmo período morreram uma morte por Chikungunya em 1.473 casos e outros 516 casos de infecção pelo zika vírus.

O Brasil não registrava casos da doença desde junho, quando foi confirmado o último caso de febre amarela no Espírito Santo. Desde o início do surto, em 1º de dezembro do ano passado, até 1º de agosto deste ano, foram confirmados 777 casos e 261 mortes por febre amarela. Minas Gerais e ES lideram esse ranking negativo.

Veja Também

Asfalto da Vila de Itaúnas deverá ser entregue no prazo de 23 meses

        Os moradores da Vila de Itaúnas, no município turístico de Conceição ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *